A Casa ( La Casa Muda )

Titulo Original: La Casa Muda
Titulo Nos EUA: Silent House
Direção: Gustavo Hernández
Roteiro: Gustavo Hernández, Oscar Esteves
Pais: Uruguai
Ano: 2010
Duração: 79 Minutos
Gênero: Drama/Terror

Elenco - Maria Salazar (Niña), Gustavo Alonso (Wilson), Abel Tripaldi (Nestor), Florência Colucci (Laura). 

Sinopse - Baseado em fatos reais, A Casa Muda conta a história de um pai e sua filha que aceitam o trabalho de reformar uma casa de campo para um amigo que pretende vende-la. Durante a noite que passam lá, sons estranhos os acordam e de repente o terror começa. O tal fato real da história foi um crime ocorrido na década de 40 no Uruguai, onde 2 operários foram encontrados mutilados e com sinais de tortura, ao lado de fotos dos corpos na tal "casa muda" no campo. E Ai Tem coragem de entrar na casa? 

Critica do ID


Bom depois de surpreender Cannes me deixou de boca aberta também, La Casa Muda pra mim um dos melhores filmes dos últimos anos, seguindo a mesma receita de A Bruxa de Blair ou seja utilizando um método de filmagem de apenas um Take, Gravado com uma câmera digital de fotos e uma equipe de 15 pessoas. 

O filme abusa de sua atmosfera sombria e com poucos focos de luz, conseguindo te trazer a sensação de estar vivenciando as cenas. Essa situação torna o filme muito sinistro e projeta sobre quem o assiste aquele bom e velho terror psicológico. Enquanto o filme passa vc se sente desorientado não sabe o que vai ver ou esperar.

Alguns clichés são bem notáveis no filme como por exemplo os apelos ao terror infantil com a boneca, e o carrinho de bebe mas nada que interferisse na grandeza da obra.Devo créditos a Florencia Colucci que conseguiu dar veracidade e credibilidade ao sofrimento de Laura. Ainda mais se levarmos em conta as cenas compridas, o jogo de espelhos que exigem um posicionamento certeiro e muito ensaio.

Alguns podem imaginar o grande desafio de filmar um filme com uma câmera digital de fotos, mas em alguns aspectos isso pode ser visto como ponto positivo pois como seu porte é pequeno o cinegrafista conseguia filmar de diferentes ângulos e entra em lugar onde uma câmera convencional não chegaria.

Durante todo o filme nos sentimos em um jogo em terceira pessoa só podendo enchergar o que Laura vê e sua lanterna ilumina. Quando o filme estava indo para seu desfecho eu ja começava uma interpretação mental, e estava me preparando para ver o filme novamente para poder entender bem a historia, mas ai aquela ultima cenas tirou um pouco do sensacionalismo do filme e acabou com a minha liberdade de interpretação.

La Casa não nos deixou pistas de que não haverá uma continuação, mas concerteza ja entrou para a lista dos gigantes do terror mundial. Com disse o diretor “Queríamos que o espectador vivesse as emoções, sem enganá-lo com vários planos e contra planos, e decidimos rodá-la em uma só tomada”

Compartilhar no Google Plus

Autor Jorge Eduardo

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo no html
    Blogger Comentarios

3 5:

  1. muitto.. nunka assistii, mais so de ve o traileer , e muito massa!!
    :)

    ResponderExcluir
  2. muitto massaenguee... adorei so de ve o traileer eé emocionante!!
    hihi ;)

    ResponderExcluir
  3. A ideia do filme, na verdade do curtametragem foi muito boa, mas o final não foi lá excepcional...

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial