A Cidade dos Amaldiçoados (1995)

Remake do clássico de 1960, dirigido pelo mestre John Carpenter. Não faça churrasco se estiver com sono.


Cidade dos Amaldiçoados

Título Original: Village of the Damned
Direção: John Carpenter
Produção: Michael Preger, Sandy King
País: EUA
Ano: 1995
Estúdio: Universal Studios
Duração: 99 Minutos
Elenco: Christopher Reeve (Dr. Alan Chaffee), Kirstie Alley (Dra. Susan Verner), Linda Kozlowski (Jill McGowan), Michael Parè (Frank McGowan) Meredith Salenger (Melanie Roberts), Mark Hamill (Reverendo George), Thomas Dekker (David McGowan), Lindsey Haun (Mara Chaffe)

Sinopse: Remake do clássico de 1960, mostra a história de um fenômeno que ocorreu na cidadezinha de Midwich. A população da cidade sofre um desmaio coletivo durante 6 longas horas. Após as pessoas retomarem a consciência, percebem que algo muito estranho aconteceu, e que o pior ainda está por vir, através das crianças.


Filme clássico do Intercine, reprisado a exaustão. O cara acorda e é só mais um dia. Parte normalmente, e poof! Todos desmaiam..... E aí começa o mistério. Um desmaio coletivo, tem gente que sofre acidente e se empacota, tem nego que acorda e nem lembra que dormiu, outro cai sobre a churrasqueira e morre assado, e por aí vai. O governo envia uma cientista para averiguar a situação. Afinal, a cidade era pacata, mas isso não é motivo pra todo mundo puxar um ronco de seis horas. 


Neste fatídico dia, dez mulheres engravidaram, dando a luz dez crianças. Esses moleques é que são o problema. Eles é que são os vilões da história. Com poderes psiônicos extraordinários, podem ler os pensamentos das pessoas e submetê-las a sua própria vontade. Menos um homem.

Christopher Reeve tem um método interessante de bloquear o ataque psíquico das crianças-ets: ele mentaliza uma parede de tijolos ou as ondas do mar quebrando. Isso gera um tipo de oclumência, impedindo as crianças de controlarem sua mente. Nem preciso dizer que os pirralhos ficam fulos da vida por não conseguirem controlar logo o professor. Vale ressaltar que esta foi a última atuação de Reeve antes do acidente que o deixaria tetraplégico.


Só o que posso dizer é que a gurizada forra a cartucheira, submetendo os adultos a sua vontade, gerando suicídios, aparentemente inexplicáveis. O objetivo das crianças-alien é eliminar os humanos para que possam iniciar uma colônia de extraterrestres. Sem combates corpo a corpo. Apenas usando as próprias pessoas para se destruírem. E devo ressaltar que os adultos tomam um belo couro dos pirralhos.

Como é de se imaginar, esse tipo de criatura precisa necessariamente ser destruída, e o nosso valente professor leva esse fato até a última instância. Em resumo, não sobrou nada. Ou quase nada......
Compartilhar no Google Plus

Autor Vanessa Duarte

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo no html
    Blogger Comentarios

6 5:

  1. Já assisti a esse filme uma dúzia de vezes...Gosto muito dele...Ele meio que remete a gente ao filme "Colheita maldita"...

    ResponderExcluir
  2. este filme é muito bom,vou baixar ele agora pra rever.

    ResponderExcluir
  3. Vi o filme e me apaixonei pelo Thomas Dekker fazendo o David, q coisa mais linda ""

    ResponderExcluir
  4. adoro esse filme! já vi umas 4 vezes e sempre me surpreende a maldade das crianças. sempre pensamos como é possível haver crianças más no mundo, e infelizmente elas existem!

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial