Pânico na Floresta 5 - Linhas de Sangue (2012)



Pois então. Pra quem já tinha visto quatro aventuras dos Three Fingers, ver mais umazinha é mole. E não é que os caras conseguem enfiar outro roteiro com a família mais feia da floresta? Dessa vez nossos amados canibais (aliás, falando em canibal, assistam a série Hannibal, é um "excandálo") vão resgatar um amigo de aparência normal, que foi detido pela polícia.

Seguindo a velha linha de mortes violentas, as vezes quase absurdas, a família de deformados não perdoa ninguém pela frente. Começa com um grupo de amigos acampados que estão seguindo para o Festival do Homem da Montanha (pois é), onde as pessoas se fantasiam, bebem e se divertem. Nem preciso dizer que os Three Fingers passam despercebidos em meio a tanta gente feia. E o pior é que os caras se aliaram a um assassino dez vezes pior que eles, apesar do sujeito não ter nada de anormal na cara (bem diferente dos garotos, diga-se de passagem).


Os amigos levantam acampamento e seguem para o festival, mas quase atropelam o assassino. O cara se finge de morto para carcar o coveiro, e quando os guris vão ver se o cara morreu, o mequetrefe ataca com uma faca, e a galera senta a bicuda no velho. Enquanto isso, a família bonitinha fica a espreita para meter flecha nos jovens. O problema é que bem nessa hora a viatura da xerife chega, rende a turma e leva todo mundo pro xilindró. Para azar da garotada, o policial que estava jundo encontra um punhado de drogas, o que coloca os moleques numa sinuca.

Quando o camburão vai embora com a xerife e o pessoal, um policial que estava com ela fica alí ainda, e aí já sabe, os irmãos beleza passam a lâmina do cara. E eles deviam estar com fome mesmo, porque comeram até a orelha do infeliz.

Na delegacia a turma tenta se explicar, conversa daqui, ajeita dalí, somente um dos guris fica detido por causa das "dorgas". O restante vaza, faz contato com a família pra ver se resolvem logo a parada. O velho assassino continua detido, afinal, agrediu um dos moleques. O problema é que o homem começa com um papo de "meus garotos vão vir me tirar daqui", "meus garotos vão acabar com vocês", "meus garotos blá blá blá". Daí pra frente é quem mais pode, os deformados tentando de todas as formas resgatar o amigo, macetando a galera que aparece, e ainda arrancando mais umas cabeças só por diversão. Tem uma cena que um deformado, aquele que ri igual ao Beaves, estripa a loira, enfia a mão na barriga da guria, puxa o intestino dela pra fora, e bota na boca da infeliz pra ela experimentar o sabor da própria tripa.


Tem outro momento que os caras brincam com o cortador de grama (sempre tem um cortador de grama...), mas não é daquele normal que o meu avô tem, não cara, é um daqueles pra cortar grama de campo de futebol, é tipo um carrinho, com um jogo de lâminas bem legais, que vai atirando os pedaços da coxa do rapaz que está acorretado no chão. Gore até a medula, hahaha! O que eu mais curti foi o final. A gente sempre acha que vai sobrar um casal, ou um cara machão, enfim, sempre sobra um pra contar a história. Não dessa vez. Todo mundo se quebra,a xerife se mata pra não morrer queimada e a última coitada que fugiu cambaleando sem os olhos (é, os caras arrancam orelha, olho, dedo, aliás o "5" do título é a mão decepada de uma vítima do começo do filme) tem a sorte grande de pegar carona justamente no guincho dos Three Fingers. Vai ser azarada assim no inferno....

Título Original: Wrong Turn 5 - Bloodlines
Direção: Declan O'Brien
Produção: Declan O'Brien
Roteiro: Jeffery Beach, Phillip J. Roth
Idioma: Inglês
País: Estados Unidos
Duração: 91 minutos
Ano: 2012

Elenco: Doug Bradley, Camilla Arfwedson, Simon Ginty (Billy), Roxanne McKee, Paul Luebke, Oliver Hoare, Kyle Redmond ,Amy Lennox, Duncan Wisbey, Radoslav Parvanov (One Eye), George Karlukovski, Borislav Iliev, Peter Brooke, Harry Anichkin, Velizar Peev, Emilia Klayn.

Sinopse: Um grupo de estudantes vai passar o Halloween em um festival de uma cidadezinha situada a Oeste da Virgínia, aonde todos vão fantasiados. Porém, chegando lá, são recebidos por uma família de canibais que dá um novo significado para a expressão “gostosuras ou travessuras”.
Compartilhar no Google Plus

Autor Vanessa Duarte

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Editá-lo no html
    Blogger Comentarios

0 5:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial